07-12 2015

Acaso…

por Cris Lavratti
“Cada um que passa em nossa vida,
passa sozinho, pois cada pessoa é única
e nenhuma substitui outra.
Cada um que passa em nossa vida,
passa sozinho, mas não vai só
nem nos deixa sós.

Leva um pouco de nós mesmos,
deixa um pouco de si mesmo.
Há os que levam muito,
mas há os que não levam nada.
Essa é a maior responsabilidade de nossa vida,
e a prova de que duas almas
não se encontram ao acaso. “
Trecho de O Pequeno Príncipe – Acaso

 

Tudo que acontece na vida tem um porquê escondido em algo que fizemos lá atrás. Nada é em vão ou por acaso, como muitos dizem por aí. Na vida os acontecimentos que se desenrolam são parte de uma grande rede que une os homens e a natureza à Deus.

Tem uma frase que eu adoro: “Não se pode tocar uma flor sem incomodar uma estrela”, não lembro o autor, mas o que fica é que todos os fatos estão interligados, basta olhar com atenção e, principalmente, livre dos envolvimentos sentimentais que nos cercam e nos cegam muitas vezes.

Estar presente significa que já fomos passado e que provavelmente seremos também futuro na vida de quem convive com a gente. Ambos teremos a chance de um resgate, pois todos estamos aqui para alcançar o perdão. Um não é melhor que o outro, pelo menos quando temos a consciência de que somos um, somos irmãos.

Precisamos estar atentos a nós e as nossas atitudes, tanto para conosco, como para com o próximo. Não por medo de que se errarmos sofreremos as conseqüências, mas sim, para que essa virtude do bem, tão pura, seja inerente ao nosso dia a dia.

Tão pura, porque é o princípio de todas as leis de amor, apesar de ser a eterna busca dos homens nesta terra. E inerente, pois ela deve fazer parte da nossa vida sem esforços, simplesmente acontecer e pronto.

As coisas da vida permeiam pelo campo das descobertas. Uma hora vamos despertar para todas as verdades, mas durante o caminho, iremos aprendendo uma a uma e reforçando o aprendizado em todas elas, para ter a certeza de que aquela virtude realmente foi absorvida.

Pessoas iluminadas e cheias de sabedoria não estão só nos livros ou distantes demais. Se olharmos com cuidado, perceberemos que perto da gente sempre tem alguém que vem com a palavra certa, com harmonia e com amor, por mais simples que seja.

A grande verdade é que precisamos estar atentos. Sempre! Com a clareza e a convicção de que somos eternos responsáveis por tudo aquilo que cativamos, como ensina o Pequeno Príncipe.

Crônica para o portal Eu Tenho Visto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *