26-04 2015

Amor é liberdade

por Cris Lavratti

Crônica publicada em setembro/2014

Sim, amor é liberdade, que pulsa, que rompe, que voa, que pousa, que desperta e acalenta, que transborda, que derrama, que verte, que energiza, que torna a vida natural.

Então por quê, meu Deus, tantas teorias acerca de um tema tão único e ao mesmo tempo, tão diferente. Simplesmente não importa, se sou negra e tu branco, se sou mulher e tu também, se sou mais velha e tu mais novo, se sou umbandista e tu judeu? Nada disso importa, porque antes de tudo somos seres humanos, feitos da mesma matéria prima, de carne, osso, espírito, vontades, defeitos, virtudes. E estamos nessa jornada juntos, nada além disso faz sentido.

Desde o inicio dos tempos, sofremos de um grande mal, a falta. Não sabemos amar. Ficamos presos a rótulos que nós mesmos criamos, à crenças tão fugazes quanto uma chama tênue. Apontamos o outro, despimos seus defeitos e esquecemos de olhar para nós mesmos. Estamos presos a tanta hipocrisia que a janela da vida acaba por ficar cada vez mais emperrada. Com nossos pensamentos criamos nossas próprias grades que pesam em nossas māos.

Essa visão limitada nos rende muitos degraus abaixo. Acabamos por travar a roda da vida, como pedras na engrenagem. Prova disso são essas guerras religiosas, atos homofóbicos e racistas. Precisamos de remédio urgente. Estamos doentes de nós mesmos. Tudo dói. Saber como a vida acontece dói.

Nós, seres humanos esquecemos o significado de humanidade. Esquecemos o significado de liberdade. Esquecemos o significado da palavra amor. Esquecemos de nós mesmos. Eu não posso te dizer o que é certo ou errado, mas o que dói na alma, não deve estar certo.

Sentir-se respeitado e respeitar, ser amado e amar, são indícios de que a liberdade está presente. A grandeza está no que é pequeno, no que é silencioso, no que é de coração.

Não importa! Somos todos iguais, mas também somos a diferença que torna esse planeta um lugar tão único quanto nosso próprio mundo particular. Somos todos irmãos, então estenda a mão para quem precisa e luta pelo que faz bem. Deixa a natureza ser livre. Amar é libertador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *