26-04 2015

Quem faz o tempo é você

por Cris Lavratti

Crônica publicada em dezembro/2014

“Não existe tempo velho, nem tempo novo. O tempo é sempre o mesmo, pois é a eternidade”. Esta frase me impressionou. Nós costumamos balbuciar qualquer coisa sobre nossa infância dizendo… Ah como eram bons os velhos tempos, até tem um programa de rádio com o slogan: Os velhos tempos estão de volta. Ou quando criamos expectativa sobre algo novo, pensamos: novos tempos estão chegando. Mas a grande verdade está nas entrelinhas deste pensamento, o tempo é sempre o mesmo, porque o que muda na verdade é a forma como decidimos fazer uso dele.

É uma simples questão de escolha. Se eu escolher ser feliz, ter sucesso, ter família, eu vou usar o tempo a meu favor, vou produzir mais, dormir menos, amar mais, aproveitar o mundo ao meu redor. Agora se eu escolher ser sempre a mesma, sem nenhuma ambição de melhorar, simplesmente aceitar sem lutar, ficarei estagnada no tempo, meus companheiros serão o sono e a vida alheia.

O bom mesmo é decidir pela vida. Pelo crescimento. Escolher estar perto de pessoas que sejam realmente especiais e que o amor seja a aliança desta união. Como diz a música, toda a forma de amor vale a pena, toda a forma de amor vale amar! No final das contas é sempre o amor que nos salva! O amor pelo próximo, o amor pela profissão, pela família, pelos amigos, o amor pelo amor.

Anterior

Próximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *