Crônicas

22-06 2017

Eu Tenho Visto: Bem vindo a Marly-Gomont

por Cris Lavratti

Este filme francês é baseado em uma história real, datada de 1975. Bem vindo a Marly-Gomont conta a vida de um médico africano que após formar-se em uma das melhores faculdades da França, resolve fincar pés e trazer toda a sua família do Zaire para morar no vilarejo de Marly-Gomont.

Continue Lendo >>

16-06 2017

Urgência

por Cris Lavratti

A brevidade da vida é a exclamação mais importante do tempo, esse que nos é dado em livre demanda e que ocupamos de qualquer jeito.

Se o entendimento fosse concreto e claro acerca dessa urgência que bate a nossa porta, poderíamos de fato dar mais valor ao percurso?

Continue Lendo >>

09-06 2017

Eu e você, vamos nos conhecer?

por Cris Lavratti

Neste último mês, percorri a vida de forma distinta. Muitas coisas aconteceram de meados de abril até o final de maio. Agora chega junho e com ele, eu já consigo organizar melhor os meus dias, para enfim mergulhar nesse mundo que tanto me faz bem, o mundo da escrita, da crônica, do bate-papo ao pé da letra.

Continue Lendo >>

14-04 2017

A escolha é tua, mata no peito

por Cris Lavratti

Volta e meia a vida nos apresenta alguns impasses. Dependendo da situação podemos nos deparar com uma parede acinzentada ou com um horizonte todinho pela frente.

Se partimos do pressuposto de que criamos essas realidades em nossa mente, pode até parecer fácil transformar essa parede em uma linda janela. Mas o fato, é que as coisas não funcionam bem assim. Pelo menos não com a maioria de nós, simples mortais.

Continue Lendo >>

07-04 2017

Amigos são mais importantes que as regras

por Cris Lavratti

Zapeando a TV a cabo, num sábado de manhã, com meu filho, deparei-me com a cena final de um desenho, que confesso não lembrar qual, onde uma aluna estava com a missão de monitorar os corredores da escola durante as aulas. Não sei o que aconteceu antes, mas naquele momento estava ali instaurada uma confusão.

Continue Lendo >>

03-03 2017

Tempo de ser você

por Cris Lavratti

O espaço parecia o mesmo, mas não era. E eu mergulhada nos afazeres diários, nem me dei conta do que estava acontecendo do lado de dentro. Nuances de um querer que não me pertencia acimentava minha mente. Essas façanhas do inconsciente que permeiam os dias e insistem em nos colocar do lado de fora.

Continue Lendo >>

17-02 2017

Que tal sermos profundos?

por Cris Lavratti

Acabei de receber um e-mail com um texto do Jabor, falando sobre a solidão. Sobre a forma como a vida está se desenhando para muitos de nós. Ele cita uma frase do Renato Russo que diz: “O mal do século é a solidão” e infelizmente terei que concordar com ambos.

As evidências estão em todo o lugar, no grupo de amigas solteiras, até no grupo das casadas, ou como o próprio Jabor relata, nas boates, com mulheres que contratam homens para dançar… para ter companhia e vice-versa.

Continue Lendo >>