Vida

26-04 2015

Memórias não nos pertencem

por Cris Lavratti

Memórias despedem-se de nós e não o contrário. Esforços são em vão. Tentativas? Tampouco. Por mais que a busca se perpetue nas gavetas da consciência,  o nada é repetitivo e a negação constante.

Continue Lendo >>

26-04 2015

É tempo de viver

por Cris Lavratti

Crônica publicada em março/2015

Vida, além da vida. Além de mim e de ti. Além daqueles que pairam, que sucumbem, que impedem. Vida além da ilusão e até mesmo da realidade. Fugaz. Traiçoeira. Livre. Vida para que te quero. Para o deleite. Para o presente. Vida de filha, de mãe, de mulher. Vida de família, de dama de vagabundo.

Continue Lendo >>

26-04 2015

Os meus erros não são teus

por Cris Lavratti

Crônica publicada em fevereiro/2015

Um dos maiores cuidados que temos que ter na vida é o de não viver a vida dos outros e, por outro lado, o de não impor aos outros que vivam a nossa própria vida. Simples ou não, acabamos repetindo as fórmulas numa constante que beira a loucura.

Continue Lendo >>

26-04 2015

Nossa paz foi roubada

por Cris Lavratti

Crônica publicada em janeiro/2015

Quando fazemos uma escolha, assumimos o risco, ou deveríamos assumir, sejam elas boas ou más. Assumir o risco está diretamente ligado com a escolha, o risco pode ser grande ou mínimo, pode ser para elevar, voar alto ou simplesmente, nos levar direto ao fundo do poço. Ficou claro? A vida é feita disso, diariamente. Desde o momento em que abrimos os olhos até o último pestanejar antes de dormir.

Continue Lendo >>

26-04 2015

Londres não merece uma pessoa como a senhora

por Cris Lavratti

Conto publicado em janeiro/2015

O caso se passou durante uma dessas promoções de Natal, cujo o prêmio era uma viagem para Londres, em um dos shoppings da capital gaúcha. Certa e com objetivo, a mulher que só é delicada na aparência, mas uma leoa nas atitudes, dirigiu-se até o guichê para trocar as afamadas notas de suas últimas compras do mês pelo tal cupom a ser colocado na sedenta urna.

Continue Lendo >>

26-04 2015

Hoje é dia de festa

por Cris Lavratti

Conto publicada no Natal de 2014

A cidade amanhece um tanto vazia. Mas cadê a correria de ontem, anti-ontem? A correria que bebeu o tempo todinho em um só gole? Ai que paz que se faz agora. A cidade parece fantasma. As obras pararam de tocar aquela sinfonia urbana, que arranha, que cansa.

Continue Lendo >>

26-04 2015

Homens

por Cris Lavratti

Crônica publicada em dezembro/2014

Regina não tinha vocação para cuidar da casa. Provavelmente, já nascera com o cromossomo X manco, que mais parecia um Y – era o que diziam por aí! Economista, objetiva, gostava de um pôquer e ainda batia uma bolinha aos finais de semana.

Continue Lendo >>