26-04 2015

Circo tem tudo a ver com criança

por Cris Lavratti

Crônica publicada em outubro/2013

Manhê!Hoje eu acordei com uma vontade imensa de ser criança, de fazer vibrar a menina que mora dentro de mim. Alegria, alegria! Não importa o tempo lá fora, o que conta mesmo é o meu tempo de ser feliz. Despertar. Correr. Pera. Uva. Maça. Salada mista.

Todo dia, uma cambalhota. Precisamos reaprender a contar até dez, paciência. No mundo dos adultos, as brincadeiras são outras. São mais duras, penosas, difíceis: é a conta que tá vencendo, a feira do mês que está cada vez mais cara, recolher o lixo, arrumar a casa, cuidar dos filhos.

Ah, os filhos! Se soubessem como é bom ser filho, ser criança, aproveitariam muito, mais muito mais. Lentes de esperança, um horizonte inteirinho pela frente, intacto, limpo, nítido.

Mas por que será que só descobrimos o quanto vale a pena ser criança quando já somos adultos? Talvez seja para nunca deixarmos morrer nosso lado erê. Pipoca com algodão doce.

No circo da vida, escolho o que quero ser! Por exemplo, eu não acho ruim ser palhaço, ele transforma tudo em alegria e quem carrega consigo a capacidade de rir de si próprio, merece a minha total admiração.

Na real, acho muito mais bacana ser palhaço que domador. Simplesmente porque eu não quero domar a vida, quero que ela flua como deve ser. Nem tudo tem que ser do meu jeito, na minha hora. Eu escolho me adaptar, mas sem perder a essência.

Agora sim. É isso! Ser trapezista, equilibrista e palhaço. Afinal, sorrir, chorar, brincar, se equilibrar na corda bamba dos dias, driblar as dificuldades, segurar firme na nossa fé e ainda assim, vestir as lentes da alegria é a melhor escolha e a melhor forma de manter acesa a chama da pureza que as crianças tanto nos ensinam, tão somente com um olhar e um sorriso.

Manhê! A partir de hoje vou fazer da minha vida um circo e este circo será a minha vitória, a vitória do que sou de verdade, a vitória da minha criança. Cachorro quente e maçã do amor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *