Eu tenho lido: O Sal da Vida

Dica publicada na minha coluna no portal Eu Tenho Visto

O que faz a vida valer a pena?

Antes de ler a minha coluna de hoje, com uma dica pra lá de especial, pare e pense nessa pergunta: O que faz a vida valer a pena?

Muitos dirão coisas grandiosas, materiais, outros farão listas de sentimentos, mas com certeza terão aqueles que dirão: as coisas simples da vida, a brisa no rosto, molhar os pés no mar, contagiar-se com o riso solto de uma criança, chorar de rir, acordar quando os olhos abrem, sem despertadores, brincar na areia da praia, ler um romance policial, aconchegar-se no sofá da sala depois do almoço, deliciar-se com um caixa de bombons, e por aí vai….

Pois bem, a renomada antropóloga francesa Françoise Héritier tratou de fazer uma lista do que faz a vida valer a pena e colocou tudinho em um livro que ela chamou de “O Sal da Vida”. Uma obra simples, com fluxo de consciência, mas que contem os grandes segredos e mistérios da felicidade, da paz, da alegria e dos tantos por quês que insistem em percorrer o mundo sem encontrar respostas.

“O Sal da Vida” é tudo aquilo que nos torna quem verdadeiramente somos. São os momentos, os pequenos detalhes, as estações do ano, os olhares, os gestos, os acontecimentos, cada minúsculo segundo que faz-se grande nos significados.

Não são os diplomas, as conquistas materiais, os egos, muito pelo contrário, são as conquistas imateriais, aquilo que fica, que a gente leva com a gente, seja para onde for. O perfume de algum lugar, o paladar de alguma iguaria, o toque e o beijo daqueles que amamos, uma emoção. “A força imperceptível que nos impulsiona e que nos define”.

É a vida pulsante nas batidas do coração, desde o momento em que nos entendemos por gente, para sermos aquilo que somos, não é a toa que o livro virou Best Seller, com direito a primeiro lugar na França e na Itália.

Cá entre nós, tanto os franceses quanto os Italianos sabem aproveitar a vida, sabem valorizar cada tempo, cada pedacinho de ar, de brisa, de mar. Eles sabem saborear um bom prato de pasta ou um crocque monsieur, eles sabem.

O livro trata do essencial, do eu, da atmosfera, do caráter excepcional do acontecimento. Afinal, o “mundo existe por meio de nossos sentidos, antes de existir de maneira ordenada no nosso pensamento, e temos que fazer de tudo para conservar durante a vida, esta faculdade criadora dos sentidos”.

Françoise diz no livro que “O acontecimento se vai, levanta voo, mas o essencial fica gravado no corpo e ressurge com o charme furtivo de uma evocação, com o frêmito de uma sensação, com a força surpreendentemente viva e às vezes incompreensível de uma emoção”.

Vale depois de ler o livro, começar esta lista, deixar fluir as lembranças, as alegrias e as lágrimas. E no final das contas ter a certeza que valeu a pena.

osaldavida2

 

Serviço:

O SAL DA VIDA

Françoise Héritier

Valor de capa: R$ 19,90

Editora Valentina

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *