amor

O meu amor

Crônica publicada no portal Negócio Feminino O meu amor é copo cheio, é correnteza, é cachoeira, é movimento sem fim, que vai e torna para mim. O meu amor me embriaga com um olhar, faz meu coração acelerar, minha boca secar, minha pele suar.

Não dê asas aos melindres

Ah, os melindres. Como esse tipo de sentimento consegue ter a capacidade de implodir amizades, fazendo desabar as pontes que antes eram motivo de convívio? Como pode esse sentimento ter a habilidade de criar muros cada vez mais altos, de distorcer a realidade, trazendo à tona uma ilusão doente?

A lealdade por natureza

Crônica publicada em março/2015 Sempre ao seu lado, um filme estrelado por Richard Gere e dirigido Lasse Hallström, que conta a história verídica de um cão extremamente fiel, que após a morte de seu dono, permanece durante muitos anos o esperando na estação de trem, como costumava fazer, até que ele mesmo morre.

Foi assim que eu não conheci Mário Quintana

Crônica publicada em fevereiro/2015 Os dias nos presenteiam com causos incríveis. O ser humano na intimidade, transborda e sou da opinião que boas histórias merecem ser compartilhadas, certo? Pois bem, em Caxias do Sul, onde moro, estive numa dessas lojas de revelar fotos, pois precisava imprimir uma, em tamanho extra grande, para compor a contracapa …

Foi assim que eu não conheci Mário Quintana Leia mais »