Enfim, grávidos

Crônica publicada em novembro/2012 Com os braços abertos, ela contemplava o horizonte. A brisa morna era um convite para os novos tempos. Seu corpo, agora, abrigava dois corações. O sorriso largo ganhou forma. O amor era maior que o mundo.