Memórias não nos pertencem

Memórias despedem-se de nós e não o contrário. Esforços são em vão. Tentativas? Tampouco. Por mais que a busca se perpetue nas gavetas da consciência,  o nada é repetitivo e a negação constante.